quarta-feira, 31 de março de 2010

Dakishimete motto tsuyoku atataka na mune wo ?


O que eu preciso fazer pra você enxergar o meu carinho ?

Não importava o quanto eu tivesse que dizer o que eu realmente sentia, eu tinha medo, muito medo. Eu sempre fugira de mim, tentava esconder o que estaria sem dúvidas explicito pra muitos. Eu não poderia mais esconder de mim mesmo, e mesmo que eu tentasse eu não conseguiria. E por mais difícil que fosse, estaria não menos na hora de dizer (...) , e mesmo que se isso não desse em nada e eu tivesse que ficar 'sozinho' mais uma vez, eu tentara como minhas próprias palavras, mesmo saindo-as com dificuldade e gaguejando demonstrar que os sentimentos verdadeiros juntamente com as pessoas especiais são raramente encontradas, e quando encontramos por que é tão difícil pode desfrutar-te das tais ?
Eu tentaria me segurar junto de tudo o que eu tinha antigamente, mas as minhas asas deixam o vento me levar, e agora não posso voltar, não posso mais dizer o que eu tanto deveria ter dito.
E ainda me lembro o quanto eu prometi que voaríamos para os céus mais claros, eu sei... Que não posso cumprir o que eu realmente disse, mais posso cumprir os meus verdadeiros sentimentos. Estou protegendo esse pequeno amor com as asas tremendo de dor, e eu ainda o segurarei por mais insuportável que seja a dor, eu já decepcionei-o demais, e não farei isso mais nunca mais.
E... você não me perdoaria por isso, meu coração deveria fugir lentamente. E então depararia-me com um belo sorriso seu, talvez pra mim, ou não. Eu sorriria levemente esticando suavemente meu lábio, e então eu teria uma última frase pra dizer: Eu não preciso de motivos para esperar te encontrar. Só os meus sentimentos, eu amando você... E então encostaríamos nossos rostos gelados e logo depois suavemente meu corpo desapareceria sem forma na escuridão.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Lying on my lap.


É fácil conhecer as pessoas, é fácil conhecer a melhor pessoas do mundo, o difícil é manter a tal junto com você. Para alguns isso é bem fácil, não entendo como pra mim pode ser tão difícil tão diferente.
Num primeiro instante as pessoas estão todas ali comigo, sorrindo, felizes. Já num segundo instante, eu encontro-me 'quase' sozinho novamente, pois quem era pra estar ali não está.
Eu nunca pedi pra ninguém ficar realmente ao meu lado, mas quando eu preciso, cadê você ?! Que eu mais preciso... Ahhh, está ausente, como de costume não ficava, pelo menos comigo não.
Eu sempre tive muito medo de me abrir, e agora estou preso a minha própria solidão, mas mesmo assim a pessoa certa a me ouvir seria você, pois tudo o que tenho falar enquadra-se só em você como num todo.
Tentaria me desligar de tudo que lembra-se alguém tão especial, mais sei que isso não adiantaria de nada, eu não posso me auto-desligar, ou parar o meu coração;
Seria ingênuo demais para jogar tudo pro alto e seguir meu sonho, com ou sem você, eu sei... Eu prometi nunca mais cantar aquela canção novamente, mas depois de tudo o que aconteceu, eu só escuto ela, e... não importa o quanto eu já sofri por você, não é ?
Você achava mesmo que poderia brincar com os sentimentos das pessoas para sempre ?. Você sempre esteve lamentando-se, nunca agiu de verdade; Você sempre foi superior à qualquer pessoa, e você sabe disso, porém o seu único erro foi prender-se nos seus reprimidos sonhos.
E... você pela segunda vez você acaba comigo, quando eu achava que podia dizer "Estou bem!" descobri que estava péssimo e sozinho novamente.
- Sabe o que é chorar por alguém ? Não conseguir dormir, não prestar atenção nas pessoas ao seu redor, não querer falar com ninguém, não citar nada que não se relacione à você, sabe ? Basicamente isto tem sido minha rotina diária.
' Eu nunca consegui lutar contra mim, e não vou tentar isso jamais, eu desisto de mim... não de você, nunca.